O que é informação?


No século 21 todo conhecimento humano é tratado como informação.


A biologia, a informática e as ciências cognitivas , só para citar alguns exemplos, identificam, manipulam, estocam e fazem muitas outras coisas com a tal informação.​


No entanto, a questão filosófica básica que ainda não foi respondida é:

o que é informação?​


Responder essa pergunta à luz do que já sabemos é o convite deste espaço.​​​


O que você encontra aqui:


curso  on line de
Filosofia da Informação



curso on line de 

Filosofia da Informação

para Jornalistas        

                    (em breve)


Rede de pesquisadores do Grupo



Autores pesquisados

          (links abaixo)




Autores contemporâneos relevantes para a Filosofia da Informação internacionalmente reconhecidos:Âncora


Luciano Floridi 

Terrence Deacon

Fred Dretske

Anton Zeilinger

James J. Gibson






Luciano Floridi


Professor de Filosofia e Ética da Informação na Universidade de Oxford. Propõe um construcionismo onde o design, a modelagem e a implementação substituam a análise e a dissecação.

Para ele, faz-se urgente um conceito mais abrangente de informação, que inclua a computação mas não se limite a ela, e que possa interagir com as  várias linhas de investigação que têm surgido desde os anos 50. A filosofia da informação nos dá uma perspectiva muito mais ampla e profunda sobre o papel da filosofia. Em sua articulação da ética com a informação, o filósofo investe em formas radicais de re-engenharia e re-ontologização da infosfera.

À direita, vídeo sobre seu livro de 2014, The Fourth Revolution: how the infosphere is Reshaping the human Reality


artigos AQUI



1) Há 14 bilhões de anos não havia o Sol nem a Terra, e agora há


2) Há três bilhões de anos não havia vida na Terra, e agora há


3) Nada tinha consciência de si no planeta há um milhão de anos, então surgiu uma mente como a nossa


4) Nada era considerado certo ou errado, justo ou injusto, feio ou bonito até nossos ancestrais terem e trocarem pensamentos em símbolos

          Concorda? Discorda? Não sabe?


A Filosofia da Informação tem muito a dizer sobre isso. Clique aqui e dê uma olhada em nosso curso.


ÂncoraTerrence Deacon


PHD em Antropologia Biológica, o professor da UC Berkeley, desde a publicação de The Symbolic Species,

em 1997, desenvolve modelos emergentistas e evolucionários para

os fenômenos da mente, da

linguagem e da informação, todos

da mais alta relevância para a compreensão contemporânea desses fenômenos. Aqui você encontra links

para conferências recentes,

artigos sobre a obra do professor

e a tradução, para o português,

de um artigo de sua atual pesquisa.

Ao lado, entrevista de Deacon à Sane Sociely, em setembro de 2012.


          artigos AQUI


ÂncoraFred Dretske (1932-2013)


Filósofo pioneiro em defender uma teoria representacional naturalista da mente e a sustentar que uma representação é uma combinação do conceito de função, compreendido teleologicamente, com a teoria da informação. Representações mentais são naturais mas também existem representações não naturais, por exemplo, em artefatos que incorporam informações mas que só existem por intenção de um fenômeno mental. Uma função natural é um sistema que carrega informação sobre algo externo a ela.

À direita, em entrevista à UCTV em 2008, Dretske fala sobre a percepção de objetos, de suas propriedades, funções e ações a eles vinculadas.


artigos AQUI




Este site é editado pelo Grupo de Pesquisa em Filosofia da Informação


Aqui serão disponibilizados cursos on line e artigos sobre Filosofia da Informação e sua repercussão na filosofia contemporânea.​​​ Nosso objetivo é apresentar e incentivar pesquisas de caráter filosófico sobre informação, principalmente para que a reflexão ​profunda e organizada da filosofia não chegue ​nesse mundo a reboque.

Caso pesquise sobre filosofia da informação, faça parte desta rede. Mande seu texto, artigo científico, monografia para 

filosofiadainformacao@gmail.com
Aprovado pelo editor, seu texto é publicado sem custo ou condições.